Notícias

Pesquisa sugere que escova de dente é um dos grandes alvos das bactérias e fungos.

Coliformes fecais, bolor e leveduras foram alguns dos microrganismos encontrados nos objetos analisados pelo estudo.

O banheiro, por ser um local de muita umidade e com pouca circulação de ar, é o lugar mais contaminado de uma casa e um dos mais propícios para a proliferação de fungos e bactérias. No local, se fazem as necessidades fisiológicas e a higienização pessoal. Sendo assim, as escovas de dente tornam-se alvos prioritários desses microorganismos. Ao dar a descarga  com a tampa aberta, por exemplo, muitas bactérias e fungos se espalham no ambiente através de gotículas minúsculas de água que saem do vaso sanitário e se alojam nas cerdas dentárias das escovas que ficam sobre a pia.
(mais…)

Creme de abacate melhora sintomas da DTM e alivia dor orofacial.

Produto contém composto  que combatem o envelhecimento, tem potencial anti-inflamatório e cicatrizante.

Por Mariana Pantano

A disfunção temporomandibular e a dor orofacial são problemas de saúde que têm sido muito estudados pela Odontologia. Dores de cabeça ou pescoço, zumbidos ou plenitudes no ouvido, dificuldades na mastigação e sensação de fadiga mandibular são algumas das alterações patológicas causadas nos indivíduos que sofrem dessa disfunção.

Com o objetivo de melhorar os sintomas de dor, um grupo de pesquisa do mestrado em Ciência de Reabilitação do Centro Universitário Nove de Julho (Uninove), de São Paulo, desenvolveu e patenteou o creme avocado para massoterapia facial. “O creme foi criado para potencializar as técnicas de massoterapia, que têm como efeitos a sedação, o favorecimento da circulação de adesões entre as fibras musculares, além de ajudar a recuperar a fadiga causada por esforço excessivos, especialmente nos casos de disfunção temporomandibular e bruxismo, muito estudado por nosso grupo”, explica a Cirurgiã-Dentista e uma das pesquisadoras do grupo, Sandra Kalil Bussadori.
(mais…)

Brasil integra grupo de países com baixa prevalência de cárie.

Levantamento do Projeto SBBrasil mostra que houve uma redução no número de cáries em crianças, adolescentes e adultos.

Por Mariana Pantano

Na última semana de dezembro de 2010, o Ministro da Saúde divulgou os resultados do Projeto SBBrasil. O levantamento feito com base em entrevistas e exames bucais em 38 mil pessoas rela que o Brasil passou a integrar o grupo de países com baixa prevalência de cáries. Houve ema redução na gravidade da doença cárie em criança, adolescentes e adultos.

Para estar neste grupo, o indicador CPO (siga para dentes cariados, perdidos e obturados) deve estar entre 1,2 e 2,6, segundo a classificação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Em 2003, o país tinha índice de 2,8, passando, atualmente, para 2,1 – melhor que a média dos países das Américas. A pesquisa aponta uma queda de 26% no número de cáries dentárias nas crianças de 12 anos desde 2003 – idade usada como referência pela OMS, pois é nela que a dentição permanente está praticamente completa.

Em crianças de 12 anos, idade que é sempre analisada para comparações nacionais e internacionais, o percentual de livres de cárie, ou seja, que não têm atualmente e nem tiveram cárie dentária em nenhum momento da vida, passou de 31% para 44%, um aumento de 13 pontos percentuais que representaram 42% em termos relativos.
(mais…)